Mineiros pelo Brasil – Paulo Cézar Campos Alves, o “Sabonete”

Ele tem 25 anos e é natural de Ibiá-MG. Um mineiro que tem pouco tempo de FA e já foi parar num dos maiores times do FABr, T-Rex.

Analista de Sistemas por profissão, agora trilha uma vida que muitos almejam. Conheceu o FA pela TV e filme quando ainda criança, assistia e sempre teve vontade de jogar, porém nunca teve oportunidade. Quando se mudou para Araxá, conheceu o então time da cidade, os lobos vermelhos Red Wolves. Após ingressar na equipe, nunca mais parou de praticar o esporte, e fez história com a camisa #28.

Sada Cruzeiro vs Araxá Red Wolves – Semifinal Copa Minas 2017 – SESC Venda Nova

Sabonete não tem um currículo futebolístico igual a um Onça. Sempre jogou no Red Wolves e o Rex será seu segundo time. Um dos maiores feitos foi o TD de 90 jardas costurando a defesa do Sada Cruzeiro na semifinal da Copa Minas. O vídeo rodou o Brasil e depois disso não há quem não o conheça em Minas Gerais. 

Começou na posição de WR, mas logo o coach descobriu o potencial como RB.

Quem o contatou foi o próprio Amadeo. Começou a conversa parabenizando pela ótima temporada no Araxá Red Wolves, time que em sua primeira aparição no estadual já se classificou para semifinal do torneio.

Para o Sabonete, o maior momento no FA não foi aquele TD na Copa Minas. Apesar de ser a jogada que o apresentou ao FABr, seu maior momento foi o jogo de estreia da equipe contra Uberaba Zebus, com apenas 27 lobos em campo. Sabonete jogou em 5 posições diferentes, e mesmo com placar de 36 x 00 no segundo quarto, a equipe conseguiu anotar 27 pontos, terminando a partida em 36 x 27.  Dos 3 TDs marcados, um foi anulado, mas para Sabonete, foram os 3 primeiros TDs de seu primeiro jogo fullpad, um TD de retorno e 2 de corrida de 40 jardas, sendo o jogo que jamais sumirá de sua memória.

Eterno camisa #28 araxaense

Sabonete é sofredor, torce para o Seattle Seahawks, mas sem dúvida terá momentos felizes no Rex, assim como teve no Red Wolves. De um lobo vermelho para um dinossauro vermelho, Sabonete chegou em Timbó no dia 4 de agosto. Ele queria ter ido na hora que foi contatado, mas por motivo de trabalho só pôde ir no início de agosto. Foi sem emprego garantido, mas em 15 dias conseguiu um trabalho na sua área de atuação no polo tecnológico da região. “Consegui emprego graças a minha formação e a ajuda dos amigos do time. O fato de aqui ser um polo tecnológico também ajudou”, comentou descontraído. Sabonete trabalha com desenvolvimento de sistemas.  “Quando cheguei, fui muito bem recebido aqui. No Rex tem jogadores de todo Brasil e de fora também. Então é meio que uma grande família onde todo mundo se ajuda, pois quase ninguém tem família aqui”.

Timbó Rex

A temporada não como planejado, caindo sobre a forte equipe do Croco na semifinal da conferência sul. Por ter chegado em agosto, sendo uma fase ainda de adaptação e muita coisa para assimilar no meio da temporada já iniciada, Sabonete rodou apenas no special team. 

Sabonete confirma que vai continuar no Rex em 2018, e espera mostrar muito mais do seu potencial. “Esse ano não saiu como esperado e sei que posso fazer muito mais do que fiz aqui nessa temporada. Sou muito competitivo, então estou com aquela sensação chata de que o dever não foi cumprido” afirmou. 

Temporada 2017 se encerrou na Semifinal da Conferência Sul

Saiba que aqui em Minas tem uma torcida muito grande! Todos torcendo a seu favor! Continue focado que você vai chegar lá! Sabonete liso das zikas!

 

Por Tiago Munden – Touchdown Mineiro

3 thoughts on “Mineiros pelo Brasil – Paulo Cézar Campos Alves, o “Sabonete””

  1. Minha grande torcida sempre por você, guerreiro você já é um vencedor e ainda tem o mundo inteiro a sua espera a vida toda pela frente, continue lutando e correndo atrás dos seus sonhos, sua família estará sempre te apoiando.

  2. Parabéns pelo seu sucesso que Deus possa continuar te iluminando a cada dia na sua vida sucesso felicidades sempre.paulo Cesar campos Alves o famoso sementinha kkkk um abração fica com Deus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *