Brasil Bowl 2018: Galo e Espectros fazem remake de 2017

Galo FA e João Pessoas Espectros se enfrentam neste domingo, 16, no Brasil Bowl IX, no Almeidão em João Pessoa. O jogo será a reedição da final de 2017, quando o Sada Cruzeiro, atual Galo FA, venceu o João Pessoas Espectros por 30 a 13.

O jogo será transmitido no canal do Youtube da BFA e contará com a narração do Victor e comentários do Cacá, ambos do Salão Oval.

GALO QUER AUMENTAR SEQUÊNCIA INVICTA

O Corinthians Steamrollers venceu 38 jogos consecutivos entre 2011 e 2013, sendo essa a maior marca do futebol americano brasileiro. O Galo FA, que já se chamou Eagles e Sada Cruzeiro, é o time que ameaça essa marca, está a 33 jogos sem perder, sendo que a última derrota aconteceu no dia 18 de junho de 2016. Na sua história, disputou 43 partidas e venceu 89% delas, um dos melhores retrospectos do país. Todas as 5 derrotas do time foram nos 10 primeiros jogos da sua história, quando o time ainda estava engatinhando.

A sequência de vitórias do Espectros é menor, 9 jogos, mas, se olharmos seus confrontos no Nordeste, região que domina há quase uma década, o time paraibano não perde uma partida desde 10 de julho de 2016, ou seja, 23 jogos. Outro número impressionante é o de vitórias na sua história. Desde que se equipou, o Espectros disputou 69 partidas e venceu 87% delas, sendo 44% das suas derrotas aconteceram em outras edições do Brasil Bowl.

 

TIMES CONCENTRAM INDICADOS A MELHORES JOGADORES

O site FABR Network divulgou no final de novembro as seleções das quatro conferências da BFA, todas selecionadas pelos head coaches das equipes. Galo e Espectros tiveram, respectivamente, 21 e 17, indicações, dominando as seleções de suas regiões e concentrando 32% dos indicados no país.

Indicados do Galo FA: Álvaro Fadini (QB), Victor Mega (WR), Parris Lee (RB), Victor Quintas (C), Dhiego Gordo (OG), Victor Paçoca (OG), Felipe Bortoli (OT), Breno DK (DT), Marcus Tuleba (DE), Luis Polastri (LB), João Victor Queixada (LB), Rapha Cruz (CB), Paul Morant (S/R), Andrew Bernardini (S) e Charslton Charles (K).

Indicados do João Pessoa Espectros: Heron Azevedo (WR), Gabriel Rodrigues (C), Helber Almeida (OG), Lenin Albuquerque (OT), Bruno Sherman (DT), Luiz Baby (DT), Marcus Hércules (DE), Túlio Albuquerque (DE), Igor Nery (LB), Flávio Gouveia (CB), Edvaldo Pezão (CB), Callus Cox (S/R), Oshay Dunmore (S) e Diego Aranha (K/P).

Além dos jogadores indicados para as posições, o Galo teve o Lex Braga como “Melhor Head Coach”, Parris Lee como “Destaque Ofensivo”, Rapha Cruz como “Destaque Defensivo”, Paul Morant como “Destaque Gringo” e o Álvaro Fadini como MVP do Sudeste. Pelo João Pessoa Espectros, o Igor Nery foi o “Destaque Defensivo” do Nordeste.

Quando o assunto é Seleção Brasileira, o elenco dos finalistas da BFA está recheado de atletas convocados para o amistoso contra a Argentina em dezembro de 2017. No total, 20 dos 45 convocados estarão no Brasil Bowl, 12 pelo Galo FA e 8 pelo João Pessoa Espectros.

PRINCIPAIS ARMAS

As duas equipes dominaram suas divisões, chegam invictas ao Brasil Bowl e com números que impressionam. Galo e Espectros, respectivamente, são 2° e 3° no ranking de melhores ataques, e 2° e 1° no ranking de melhores defesas. Com ataques potentes e defesas dominantes, o jogo promete ser equilibrado. Os dois times tem jogadores que podem desequilibrar uma partida a qualquer momento, seja no ofensivo ou defensivo.

Liderado pelo quarterback Álvaro Fadini, o ataque do Galo abusou do jogo corrido durante toda a BFA, foram 32 touchdowns corridos. Fadini chega ao Brasil Bowl de 2018 com 11 passes para touchdowns, 45% a menos que a marca da última temporada. Mas isso não significa que o jogo aéreo do time tenha perdido qualidade, Victor Mega, Médici, Conrado e Kikito ainda estão lá, fora o Rudá que veio do Vasco da Gama Patriotas.

A diferença em 2018 é a presença do Parris Lee (vindo de Georgia State Panthers, que disputa a principal divisão do College) que anotou 22 touchdowns corridos e 3 recebidos ao longo da BFA. A “Parris Dependência” mudou a cara do ataque do time mineiro, sendo o americano responsável por 39% dos pontos do time. O outro destaque do ataque mineiro é Rafael Fadini, único jogador, junto com o Parris, a marcar mais de 5 touchdowns no ataque no Galo, foram 6.

Se o ataque do Galo depende muito do jogo corrido, o João Pessoa Espectros depende do aéreo, foram 28 passes para touchdown e 15 corridos. O quarterback Rodrigo Dantas lançou 188% mais passes para touchdown do que 2017. O grande destaque do ataque paraibano é a quantidade de alvo que Dantas tem a sua disposição. Se Parris concentrou tanto os touchdowns, o ataque do Espectros prefere distribuir e dificultar a marcação do adversário. No total, foram cinco atacantes com mais de 4 touchdown na temporada: Massú (7), Heron Azevedo (6), Carlos Cox (6), Jonatha Carvalho (4), Denner Lucena (4) e Bruno Lucena (4).

As defesas de Galo e Espectros são muito parecidas do ponto de vista estatístico. A defesa mineira marcou 4 touchdowns defensivos, forçou 2 safeties e sofreu 60 pontos, com destaque para os cornerbacks Rapha Cruz e os safeties Paul Morant e Andrew Bernardini. A defesa paraibana marcou 7 TDs de defesa, forçou 3 safeties e sofreu 55 pontos, com destaque para os cornerbacks Flávio Gouveia e Edvaldo Pezão e os safeties americanos Callus Cox e Oshay Dunmore.

Os special teams do Espectros são superiores aos do Galo, já anotaram 111 pontos contra 93 do time atleticano, destaque para os retornos do Callus Cox pelo Espectros e para agressividade do Galo nas conversões de 2 pontos, que foram bem sucedidas em 41% das tentativas.

EXPECTATIVA PARA O JOGO

A Touchdown Mineiro procurou alguns jogadores e perguntou qual era a expectativa para a partida.

Eddie Aragão, vice-presidente do Galo FA

“Estamos muito ansiosos e nos dedicando ao máximo. Chegarmos à final, com a trajetória que tivemos em 2018, já é motivo de orgulho e sentimento de dever cumprido. Vamos enfrentar um adversário de extrema qualidade, que, além de ter uma campanha impecável, conta com o fator ‘mando de campo’, que envolve, principalmente, o preparo que os atletas têm para jogar sob sol forte e altas temperaturas. Mas agora é a hora de colocar em cheque tudo que fizemos para chegar até aqui e dar 101% do nosso melhor dentro de campo. Uma certeza, todos nós já temos: será uma bela partida, entre duas equipes que estão firmes no propósito de consolidar, a cada dia mais, o FA no Brasil!”

Rapha da Cruz, cornerback do Galo FA

“Particularmente eu estou indo para minha quinta final nacional, então é zero pressão. A gente vai chegar lá e vai fazer o que tem que fazer e voltar para Belo Horizonte com tudo dando certo e com a taça na mão. Claro que os jogadores de lá também querem muito isso, ainda mais sendo um remake da final do ano passado. É, atualmente, o segundo melhor time do Brasil, então a gente espera que seja um jogão. Não vamos confiantes que vai dar tudo certo, mas nós temos plena confiança no coach Lex e no trabalho que ele vem fazendo na equipe.”

Andrew Bernardini, safety do Galo FA

“Brasil Bowl 2018, em qualquer bowl no mundo tudo pode acontecer! Nenhum time está com a vitória garantida ou é favorito. Sabemos que será um jogo duro e intenso nos 4 quartos do jogo. Esperamos um clima de muito calor e atmosfera exaustiva! A preparação já vem sendo feita para ocasião. Estudo do adversário, adaptação ao clima, preparação física e mental! Tudo vem sendo trabalhado para executar em campo no dia 16! Será um jogo de “Matchup” onde ambos se enfrentaram como equipes e individuais em campo, e aquele que dominar, com certeza vai levar o título da BFA 2018. Será um grande espetáculo!”

Marcus Bunn, defensive lineman do Galo FA

“Final é final! Para mim, particularmente, será a primeira e tenho toda intenção de dar meu máximo junto com meus companheiros para conquistar nosso objetivo, que é o título nacional. O Espectros é um time muito bom, forte fisica e taticamente. Com certeza estarão com muita vontade de ganhar também. Tudo isso somado fará com que seja um grande jogo com certeza. Nosso trabalho está sendo mantido com treinos e estudos do adversário para dar os toques finais do que foi construído ao longo do ano. Agora é tudo ou nada.”

Rafa Fadini, running back do Galo FA

“Expectativa sempre grande! Espectros é um time muito bom. Um time com tradição tanto no Nordeste quanto no cenário brasileiro. Ano passado jogamos contra eles aqui em Belo Horizonte e agora lá. Será um jogo difícil. Será um jogo pesado, por ser na casa deles e por eles serem uma grande equipe. A gente está se preparando bastante e vamos com tudo pra cima deles!”

Rudá Andrade, wide receiver do Galo FA

“Estou esperando um grande jogo, tem todo aquele clima de final, ainda mais por ser a reedição da decisão do ano passado, porém dessa vez na casa deles. Temos grandes atletas, muitos dos quais estiveram na seleção brasileira, inclusive os dois QBs e também coaches com muita experiência nos dois times. Espero que seja um jogo que encha os olhos de quem estiver assistindo e que no fim o Galo saia campeão.”

Diego Martins, presidente do João Pessoa Espectros

“A expectativa é conseguir ser bicampeão em nossa casa, acho que somos um time mais bem preparado que em 2018. As unidades estão mais sólidas e com mais experiência, nosso time vem em um processo de renovação nos últimos anos e estamos conseguindo nos manter no topo mesmo com isso acontecendo. Então podemos nos considerar um time mais maduro esse ano, que aprendeu com os erros do ano passado e que tentaremos ficar longe deles esse ano. Nossa torcida além de fiel, aprendeu a torcer pelo futebol americano, então ela sabe a hora que precisa apoiar ou que precisar ficar mais quieta, então isso pode ser um fator que ajudará bastante, fora a parte de jogar em casa, conhecer o estádio e estar perto da família, ajudará em toda a preparação para a final.”

Igor Nery, linebacker do João Pessoa Espectros

“Esperamos um jogo fisíco e no mais alto nível de execução, temos que estar 100% focados na nossa execução. Um erro de alinhamento ou uma angulação errada pode custar o jogo. Treinamos muito bem nos últimos dias, estamos confiantes e positivos.”

 

Foto: Galo Fa/Flickr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *