O Clássico Mineiro volta à Liga BFA!

Após um confronto interessante no Minas Bowl deste ano, Galo FA e América Locomotiva voltam a se enfrentar em rodada decisiva da BFA Elite. A Touchdown Mineiro relembra esses confrontos e conversa com os treinadores de cada equipe.

RETROSPECTIVA:

Em 20 de março de 2016, Minas Locomotiva e Get Eagles se enfrentaram pela primeira vez, na partida de abertura do campeonato mineiro daquele ano. Na Arena Independência, o Locomotiva saiu com a vitória por 34-24, com incrível atuação de Abraão Coelho, que teve mais de 150 jardas terrestres e 2 touchdowns.

Álvaro Fadini tenta conduzir a virada do Get Eagles no Independência em 2016. Foto: facebook.com/americalocomotiva

 

Três meses depois, no Mineirão, esse duelo seria eternizado como clássico após uma verdadeira batalha: de virada, o time de vermelho conquistou outra emocionante vitória por 21-17 e sagrou-se tricampeão mineiro. O destaque da partida foi o quarterback Maycon Dacaza, que saiu do banco e conduziu a virada do Locomotiva, que estava 12 pontos atrás no placar. O signal caller teve um passe e uma corrida para TD, além de uma conversão de dois pontos.

Vilaça ganha jardas após a recepção para marcar o TD da virada no Minas Bowl de 2016. Foto: Omar Freire

Em um novo capítulo na história do futebol americano brasileiro, o então BH Eagles fechou importantes parcerias e disputou a Copa Minas e a BFA de 2017 sob o nome de Sada Cruzeiro. Na primeira partida da BFA, o time de azul não teve piedade e venceu seu primeiro clássico pelo placar de 42-0, em partida disputada na Arena do Calçado, em Nova Serrana. Destaque para o quarterback Álvaro Fadini, que teve três passes e duas corridas para touchdown. O Cruzeiro seria campeão daquela edição da BFA e, apesar disso, a parceria entre os times de soccer e futebol americano chegou ao fim no começo de 2018.

Victor Mega tenta uma recepção acrobática na Arena do Calçado, mas pisa fora de campo. Foto: Douglas Ferreira

Após rapidamente se recuperar do transtorno, o então campeão brasileiro fechou parceira com o Clube Atlético Mineiro, enquanto seu rival já havia fechado parceria com o América Futebol Clube. No Minas Bowl e na temporada regular da BFA de 2018, a equipe alvinegra levou a melhor em ambos os jogos, vencendo por 50-14 e  63-2, respectivamente. Na final do mineiro, Álvaro e Rafael Fadini se destacaram, enquanto Duzão, hoje no Miami Dolphins, tomou conta do jogo válido pela BFA.

Duzão atropela a linha ofensiva do América na BFA 2018, não deixando Talon jogar. Foto: Cíntia Freitas

O REENCONTRO:

 No próximo domingo (20), no Centro Esportivo da Faculdade UNIVERSO, a sétima edição deste duelo valerá pela última rodada da temporada regular da BFA Elite. Ainda sob os nomes de América Locomotiva e Galo Futebol Americano, os tricampeões estaduais vivem momentos diferentes.

Desde aquele Minas Bowl no Mineirão, o Galo não perdeu uma partida sequer com seu time principal, totalizando 41 vitórias consecutivas. O Locomotiva, por outro lado, desde o título conquistado no Gigante de Minas, perdeu mais partidas que ganhou e já não tem chances de vaga nos playoffs deste ano. Após goleadas do time alvinegro em 2017 e 2018, o confronto no campeonato mineiro deste ano foi bem mais disputado, terminando em 28-12 para o time atleticano, que ficou com a taça.

O ágil Parris Lee escapa de tackles no último Minas Bowl no Independência. Foto: Lethy Guerra

Após emocionante virada sobre a Portuguesa FA por 22-19 no dia 28/9, o Galo chegou a uma campanha 5-0 e lidera o Grupo A da Conferência Sudeste e precisa vencer para garantir o mando de campo nos playoffs. O Locomotiva, no último domingo (6/10), também recebeu um rival paulista e venceu de virada no último quarto: 10-09 contra o São Paulo Storm, com direito a field goal de mais de 50 jardas de Chaw, kicker do América (e que até o ano passado chutava para o Galo), para fechar o placar. Com a vitória, a equipe alviverde está em terceiro no Grupo B da Conferência Sudeste e já não briga nem contra o rebaixamento nem por vaga no mata-mata, apenas em prol da rivalidade.

 

TD MINEIRO CONVERSA COM OS TREINADORES:

Já garantido nos Playoffs, o head coach do Galo FA, Rodolfo “Negro” Ruiz garante que o foco do seu time ainda é o jogo contra o Locomotiva: “Vamos dar 100% de nós nesse jogo, queremos mostrar que somos o melhor time de Minas e, como falamos no México, queremos ser os ‘reis do bairro’. É verdade que no Minas Bowl estávamos sem ritmo e temos que aceitar que faltavam algumas peças, mas o Galo está com a mentalidade de fazer a melhor atuação em mais um clássico contra o América.”

Coach Negro conversa com seus jogadores em seu primeiro ano de BFA Elite. Foto: Elvis D’Paula

O ex-treinador do Black Hawks FA ainda falou (antes do jogo no último fim de semana, vencido pelo galo por 42-0) sobre a Copa Ouro: “Estamos contentes porque vamos começar a fabricar nosso próprio talento dentro da escolinha do Galo, e nesta semana é obrigação dos coaches do time principal que trabalhem com a equipe de base. Esperamos que seja um ótimo jogo, já que, para alguns dos meninos, é a primeira experiência com o esporte, e assim tratamos de fazer que seja o melhor possível”.

Quando perguntado sobre seus possíveis adversários na semifinal de conferência, o coach mexicano não teve preferência: “Quem quer que seja nosso oponente, temos que fazer um ótimo trabalho contra o América primeiro. Queremos demonstrar mesmo quem manda em Minas para depois pensarmos em playoffs. Sabemos que muita gente quer ver o Galo perder, mas terão que trabalhar mais forte que nós para que isso aconteça”.

 

Hall of famer do futebol americano no Canadá, Jenn de Guise é head coach do time principal do América Locomotiva, e também falou à Touchdown Mineiro. Ela disse ter expectativas altas para o confronto, mas não acredita em uma receita especial: “O Galo é e sempre foi um time difícil de bater, mas nós do Locomotiva vamos nos preparar para enfrentá-lo como nos preparamos para qualquer outro confronto.”

Ao ser lembrada sobre o Minas Bowl deste ano, quando havia recentemente assumido o posto de treinadora principal, a canadense foi otimista: “Nosso segundo tempo naquele jogo foi espetacular! Eu acho que aquilo prova que o Galo PODE ser parado. É possível derrotá-los. Nossos jogadores só precisam chegar no game day acreditando em si mesmos, e assim podemos fazer um jogo como aquele segundo tempo foi.

De Guise assiste atenta ao time alviverde em campo no Centro Esportivo Universo.  Foto: Tiago Munden

O retorno do quarterback americano Jeremiah Aycock certamente traz vida nova ao time alviverde. Já no último jogo da BFA, contra o Storm, ele marcou o único touchdown do time mineiro na vitória por 10 a 9. De Guise celebrou o retorno do signal caller, mas não acredita que um jogador pode transformar a equipe da água para o vinho. “Certamente ter Jeremiah de volta em campo é de grande ajuda, mas nenhum jogador pode vencer um jogo de futebol americano sozinho! Esperamos que ele, junto com o resto do nosso ataque, possa executar nosso plano de jogo para que possamos ser bem-sucedidos na próxima partida”, acrescentou a canadense.

   

Galo e América são certamente os dois times mais importantes da história do futebol americano no nosso estado, e a Touchdown Mineiro estará lá na Universo cobrindo a partida! Compre seu ingresso e não perca essa festa do FABR!

  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *