Minas tem BFA!

Depois da eletrizante estreia do Galo FA na Liga BFA, derrotando o Tritões-ES por 29×6, o Futebol Americano mineiro volta em massa aos gramados no próximo fim de semana. Cinco equipes de Minas Gerais darão seus kickoffs rumo a mais uma temporada nacional, em três partidas que acontecerão na região metropolitana de Belo Horizonte.

 

Estreando na BFA Elite, o América Locomotiva enfrenta o Flamengo Imperadores neste sábado (27/7), às 14h, no Centro Esportivo Universo (Nova Floresta, Belo Horizonte-MG). No mesmo dia (27) o Betim Bulldogs recebe o Tigres FA, de Ipatinga, em partida válida pela Liga BFA Acesso. O jogo será realizado no Estádio Municipal Jadir Xavier (Vianópolis, Betim-MG) e terá início às 16h. Já no domingo (28/7) será a vez de Contagem Inconfidentes e Nova Serrana Forgeds darem início às suas participações na liga de acesso. Com kickoff marcado para 15h, a partida será na Arena Frigoarnaldo (Eldorado, Contagem-MG) e marcará a primeira partida oficial do time da casa em 2019, já que não disputaram o campeonato mineiro, visando se poupar para a BFA.

 

Locomotiva x Flamengo

Na primeira partida do fim de semana, o tricampeão mineiro América Locomotiva reencontra o Flamengo Imperadores menos de um ano após uma emocionante partida válida pela BFA 2018. Na oportunidade, a equipe mineira conquistou sua primeira vitória contra o time rubro-negro na história, virando o jogo no último quarto e vencendo por 21×14.
A torcida americana chega otimista para a atual temporada da Liga BFA. Apesar da derrota no Minas Bowl, o time alviverde esboçou uma reação no segundo tempo contra o Galo e terminou o jogo de cabeça erguida. O desempenho no ano passado também é combustível para o ânimo do América. Depois de um 2017 sem vitórias, o Locomotiva surpreendeu a muitos em 2018 com uma campanha de 4-2 e uma vaga para os playoffs, feito inatingido desde desde 2013.

O elenco do time da capital também vem mais recheado em 2019. Apesar da baixa de Talon Roggasch (de volta ao Ceará Caçadores, com passagem pelo Tubarões do Cerrado no primeiro semestre), um dos heróis da campanha do último ano, três atletas estrangeiros chegaram ao time para a disputa da BFA Elite. O primeiro é o americano Jeremiah Aycock, quarterback de 24 anos, 1,78m e 79 kg. Ele concluiu o high school em Fresno, na Califórnia, em 2013, e jogou pelas faculdades Texas College e Trinity Bible College nas temporadas 2014 e 2015. Desde então, rodou pela Europa em times da República Tcheca, Holanda, Polônia, Hungria e Alemanha. Chegou no elenco também o linebacker e running back americano Bobby Rosario, de 32 anos, que jogou na Austrália em 2018 e, antes disso, indoor football (similar ao Arena Football) na Flórida, além de ter atuado na Sérvia. Além dos dois estadunidenses, a novidade inusitada é o offensive lineman norueguês Hasse Hellan, que também atuou na Sérvia, ao lado de Rosario.

Mas como nem só de gringos se faz o FABR, o Locomotiva também chega com novidades brasileiras no elenco. O bom filho Luiz Nascimento (WR e QB) à casa torna, após quase 5 anos distante, e, junto dele, Mateus Felipe e Luiz Borges encorpam o corpo de wide receivers, todos os três vindo do Contagem Inconfidentes. Tendo jogado no Betim Bulldogs até o ano passado, Fabricio Rocha complementa a linha ofensiva do América, que vinha tendo um problema de profundidade. Além dele, a OL ganha os reforços “Lucão” da Silva (ex-Volta Redonda Falcons), João Victor “Monobloco” (ex-Univás Gladiadores), que já disputaram o Minas Bowl, e Nicholas Reis (ex-Independente Tomahawk). Também ex-Bulldogs, o cornerback Guilherme “Menor” e o free safety Vitor Paiva reforçam a secundária do tricampeão mineiro, e o kicker e punter “Chaw” Ribeiro (ex-Galo FA) chega para reforçar os times especiais, logo após vencer o desafio de maior distância no training camp do Cairo Santos, da NFL.

Apesar de tantos reforços, o América teve perdas significativas neste ano. Dentre elas, destaca-se o offensive lineman Pollys Junio, que foi para o Galo FA, junto do defensive back Renato Durães e dos linebackers Bruno Bachur e Bruno Nascimento. Além deles, os OLs Pedro Rodrigues e Marcos Turtle partiram para disputar a BFA Elite em outras conferências. Foram, respectivamente, para Goiânia Saints e T-Rex-SC.

Para injetar ânimo e tentar elevar o Locomotiva a um nível nunca alcançado, visando a primeira vitória em pós-temporada nacional, a equipe conta com a head coach Jenn de Guise, a primeira HC na história da elite do FABr masculino. Apelidada de “Animal”, a canadense conduziu o Canadá em dois mundiais femininos da Federação Internacional de Futebol Americano (IFAF) e está no hall da fama da entidade. Com uma experiência inigualável no Brasil, ela busca passar seu conhecimento e sua técnica para o jovem elenco alviverde.

Apesar da vitória mineira no ano passado, o Flamengo é uma equipe tradicional, bicampeã brasileira, e que quase sempre surpreende um adversário favorito. É difícil prever um favorito, mas, tomando as atuações recentes de ambos os times, o favoritismo parece estar do lado americano. Assim como em 2018, o mando de campo da partida teoricamente pertence ao Flamengo, mas em acordo com o Locomotiva, cederam o mando ao time de Minas, por questões operacionais.

 

Inconfidentes x Forgeds

O Contagem Inconfidentes perdeu peças importantes para o América, como Nascimento, Mateus Felipe e Luis Borges, mas ganhou a experiência dos estrangeiros Bejoe Mundit e Alex Cardenas. Mundit tem dupla-nacionalidade (EUA e Sudão do Sul) e, com 1,87m e 91 kg, joga principalmente de quarterback, ainda que também tenha atuado como wide receiver. Jogou pela Virginia University of Lynchburg, e formou-se no ano passado. Já Cardenas, nascido em West Hills, Califórnia, atua principalmente como RB e WR. Estudou em Calabassas High School e Husson University, no estado de Maine, EUA.

No lado defensivo da bola, o Inconfidentes não conta mais com o ex-NFL Darryl Gamble, mas manteve peças importantes. O safety Raimen Lopes, ex-BH Eagles e Sada Cruzeiro, campeão da BFA em 2017, fica para liderar a defesa em mais um ano. Ronaldo Júnior, linebacker campeão da BFA Elite pelo Galo no ano passado, chega como novidade para 2019. O time também conta com Armando Cruz Jr. nas sidelines como grande contratação para a temporada. O antigo defensive lineman do Eagles foi head coach do time de formação da equipe belorizontina e hoje assume o posto mais alto da comissão técnica da equipe vermelha de Contagem. O Inconfidentes não disputou o Campeonato Mineiro em 2019, visando a preparação para a Liga BFA Acesso, mas realizou um amistoso contra o Espírito Santo Black Knights, o Esmeralda Bowl, saindo com a vitória por 47×14.

 

O Nova Serrana Forgeds vem com ares diferentes no backfield para a disputa de mais uma BFA Acesso. Marcos Paulo Metzker, que jogou como quarterback nos últimos três anos, migrou para a posição de fullback, ainda bastante utilizada pelo time. O sistema double wing, que conta com muitos bloqueadores e funda-se no jogo terrestre, ainda é a marca desse ataque, que agora é comandado pelo QB Leonardo Alves. A defesa conta com uma imponente linha defensiva e um corpo de linebackers comandado por Julio e Deivisson, além do destaque da seleção mineira sub-20, André Vilela.

A equipe nova-serranense ganhou reforços de diversas partes do estado para a corrida pelo acesso. Além de ter mantido os jogadores que vieram do Lavras Falcões, o elenco do Forgeds somou atletas do Golden Lions e do Araxá Red Wolves, garantindo mais profundidade nas rotações de cada setor do time.

 

Inconfidentes e Forgeds nunca se enfrentaram na história, e ambos tiveram desempenhos muito similares nos campeonatos que disputaram (derrota na primeira rodada de playoffs na Liga Nacional de 2018, semifinalistas no Mineiro de 2018, campanhas de 2-2 nas diferentes edições da Copa Ouro que cada time disputou). O favoritismo pesa a favor do Inconfidentes, porém, por estarem jogando em casa. A experiência de Cardenas e Mundit, os gringos que conduzem o ataque, também é um peso importante na balança.

 

Bulldogs x Tigres

O Betim Bulldogs teve uma intertemporada tempestuosa nos últimos meses, mas os novos ares parecem promissores. A perda do signal caller e MVP do Gerais Bowl, Erick D’Paula (agora no Galo FA), foi um golpe profundamente sentido pela equipe, que, porém, não se deixou abalar e logo foi atrás de uma reposição à altura. Maycon Dacaza, que esteve no Galo FA nos últimos três anos, chega ao Dogão para carregar esse ataque na busca pelo acesso. O quarterback de 21 anos jogou no Minas Locomotiva até 2016, ano em que conduziu, com um passe e uma corrida para touchdown, a equipe belorizontina ao título do Minas Bowl, derrotando o antigo Get Eagles por 21×17 no Mineirão. Dacaza também esteve na seleção de desenvolvimento da IFAF em 2014. Outro reforço para a posição é o retorno de Victor Silva “Palito”. O quarterback foi formado em Betim, e passou por Tigres e Inconfidentes antes de regressar ao Bulldogs.

Apesar da mudança de comando no ataque, não faltam motivos para haver otimismo na equipe betinense. Com três vitórias na primeira fase do Campeonato Mineiro deste ano – sobre Tigres, Imperadores e Forgeds – o Bulldogs chegou ao Gerais Bowl para enfrentar o Univás Gladiadores e, apesar da derrota, fez uma digna partida em Pouso Alegre, flertando com a reação no segundo tempo. Após duas derrotas apertadas no mineiro de 2018, essas foram as primeiras vitórias do Bulldogs na história do campeonato. A evolução da equipe não vem deste ano, porém. No ano passado, a campanha na disputa pelo acesso foi surpreendente e, com uma campanha de 3-1, o Bulldogs foi aos playoffs pela primeira vez em competições oficiais.

A defesa do Betim Bulldogs reforçou-se desde a eliminação no estadual, trazendo de volta três jogadores que haviam partido para o Locomotiva. O middle linebacker Gabriel Oliveira “Balalaika” e os defensive linemen “Wagão” Belarmino e Rodolfo Góes, conforme anunciado pela Touchdown Mineiro em janeiro, tinham sido recrutados pelo América para disputarem a BFA Elite, mas regressam a Betim antes do esperado. A TD mineiro fez uma matéria aprofundada sobre os atletas e sua partida para a capital, que incluía uma conversa com Fabricio Rocha, o único do bloco que permanece no Locomotiva. Chega também à defesa o safety André Ribeiro, de 19 anos, vindo do Galo FA.

 

O Tigres FA, por outro lado, vem de um ano de altos e baixos, mas concretiza seu retorno aos gramados com sua primeira participação na Liga BFA Acesso. É a primeira competição nacional disputada pela equipe de Ipatinga desde o Torneio Touchdown de 2014, e no ano passado voltou de um período sabático para disputar a Copa Ouro, garantindo o título com 100% de aproveitamento. Em 2019, porém, o retorno não pareceu tão otimista. Com duas derrotas acirradíssimas em dois jogos, o Tigres caiu na primeira fase do mineiro, ficando de fora dos playoffs pelo critério de força de tabela, apesar de ter saldo de pontos superior ao do último classificado. 

O elenco do Tigres vem com mudanças para seu retorno aos holofotes nacionais. Após a perda do pass rusher Lucas Vasconcelos “Cotô” para o Galo antes do campeonato estadual, a equipe ipatinguense fez alterações no seu elenco. Gustavo Almeida largou as luvas e a posição de wide receiver para assumir o comando do ataque do time como quarterback. Ao seu lado no backfield, o Tigres segue com o RB Guilherme Teixeira. Para proteger o primeiro e abrir caminho para o segundo, foi contratado o offensive lineman Gabriel Ferreira, que estava no Tubarões do Cerrado. Gabriel enriquece o sólido grupo de linha ofensiva que é composto por Thayrone Marques, Jackson Reis e Everton Generoso, entre outros. Os principais alvos de passe serão Tiago “Bolt” Ferreira e Daniel Almeida, que estava jogando em Portugal e só chega depois do jogo contra o Bulldogs. A defesa vem para a liga de acesso liderada pelo linebacker Douglas Moreira e pelo defensive back Vinícius “Baraka” (irmão de Cotô, que hoje está no Galo), enquanto os times especiais contam com a precisão do kicker Estevam Brian.

 

O Bulldogs vem de boa campanha na Liga em 2018 e ótima campanha no mineiro, além de ter vencido o Tigres em Ipatinga, em março deste ano. Apesar da troca de QBs, a equipe de Betim é favorita nesse duelo contra o Tigres. A equipe de Ipatinga não pode ser subestimada, porém, já que está mais forte com os reforços contratados.

 

Gladiadores, Lobos, Zebus e Redwolves

Após o fim da próxima rodada ainda tem mais FA mineiro em campo! O Univás Gladiadores viaja para enfrentar o Delta Football fora de casa, no Rio de Janeiro, no sábado seguinte (3/8). A partida vale também pela Liga BFA Acesso. Já o Zebus Redwolves (combinado de Uberaba Zebus e Araxá Red Wolves) recebe o Uberlândia Lobos em partida válida pela Copa Mogiana, torneio amistoso que contém times do Triângulo Mineiro e do interior paulista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *